Estado garante convênio para Centro de Excelência Paralímpico

O secretário municipal de Esportes, Lazer e Atividades Motoras (Selam), Pedro Mello, participou nesta terça-feira (2) de uma audiência pública com o novo secretário estadual de Esportes, Lazer e Juventude, José Auricchio Júnior. O encontro também contou com a presença do vereador João Manoel dos Santos, presidente da Câmara de Vereadores de Piracicaba.

Na ocasião, o governo do Estado garantiu que irá estender convênio voltado atletas de alta performance para equipar e custear o Centro de Excelência Paralimpico, em fase final de construção anexo à unidade do Sesi Piracicaba, no bairro Mário Dedini.

“Já existe uma parceria com a cidade de Piracicaba e, agora, vamos ampliá-la para incluir os investimentos neste centro de excelência”, disse Auricchio Júnior, logo após o encontro que contou também com o assessor do deputado estadual Campos Machado, Luis Madureira, responsável pela agenda com o representante do Governo do Estado de São Paulo.

Integrado a um programa voltado para o esporte olímpico do Estado de São Paulo, o Centro de Excelência Paralimpico (CEP) será voltado para formação de atletas de alta em performance em natação, atletismo e tênis de mesa. A obra está em fase de conclusão – “deve ser finalizada entre 30 a 45 dias”, disse Pedro Mello – e custou R$ 1 milhão, bancados pela Prefeitura Municipal. Depois de finalizada, o Estado será responsável por custear os profissionais, conceder bolsas-atletas e equipar o prédio. Embora ainda não tenha sido definido o valor a ser bancado pelo estado, a expectativa é que o centro atenda pelo menos 50 atletas paralimpicos.

“Foi um encontro bastante produtivo onde mais melhorias para o esporte do município foram garantidas pelo Estado”, ressaltou Pedro Mello. “É uma grande notícia para Piracicaba”, avaliou o vereador João Manoel.

Além do Centro de Excelencia Paralimpico (CEP), de acordo com informações do site da Prefeitura, a comitiva piracicabana também ampliou a discussão sobre a instalação de uma unidade do Esporte Social, do governo estadual, na cidade. Voltado para atender jovens e crianças em vulnerabilidade, o programa oferece atividades esportivas em bairros periféricos e, inicialmente, deve atender entre 200 a 300 pessoas. “Ainda estamos fechando como irá funcionar, mas o objetivo é criar uma maneira para que as crianças possam ter atividades no contra-turno da escola”, destacou secretário Pedro Mello.

Deixe um comentário