Festa do Divino de Piracicaba completa 190 anos em 2016 e terá início no dia 3

divino

A 190ª edição da Festa do Divino de Piracicaba começa no primeiro domingo de julho, dia 3, às 9h, com realização de uma missa no Salão da Irmandade do Divino, em frente ao Largo dos Pescadores, e seguida pela derrubada e bênção dos barcos no rio Piracicaba.

A Festa do Divino acontece nas águas do rio Piracicaba desde 1826, e se configura como a mais tradicional manifestação religiosa e popular da região, atraindo milhares de pessoas, com expressivos rituais como: Folia, Pouso, Leilão de Prendas, Encontro das Bandeiras, Procissão, Missa e Rodas de Cururu e Violeiros.

Segundo registros históricos, a Festa do Divino foi trazida para a cidade de Piracicaba com os seus primeiros povoadores, quando Viegas Muniz introduziu o Encontro das Bandeiras no rio Piracicaba. E este ano, a programação religiosa que marca a Festividade terá como festeiros o Sr. Gabriel Ferrato e a Sra. Selma Ferrato, responsáveis por auxiliar na divulgação e organização do evento.

A devoção, fé e solidariedade são os principais alicerces que sustentam a Festa do Divino de Piracicaba, que é realizada há 190 anos e que atrai cerca de 40 mil pessoas todos os anos. Além da programação religiosa, o evento inclui festanças folclóricas, grupos de viola, leilões e comida das boas, como leitoa pururuca, frango à passarinho, e cuscuz no bafo. A programação festiva acontece a partir do dia 07 (quinta-feira), às 20h, com jantar e atrações musicais.

No dia 09, sábado, a partir das 14h, haverá uma apresentação da Congada do Divino, e em seguida, às 15h, acontece a procissão do Divino Espírito Santo, o tradicional “Encontro das Bandeiras” e a solene missa campal com o Pe. Ronaldo Aguareli. E à noite, a partir das 20h, no Largo dos Pescadores, acontecerá um jantar com atrações musicais, que terá opções como leitoa, frango à passarinho e cuscuz no bafo.

Já no dia 10, domingo, dia do encerramento da Festa, a partir das 9h, terá início a procissão com a bandeira oficial do Divino Espírito Santo, seguido da solene Missa Campal e da passagem da bandeira aos Festeiros de 2017, o Sr. Eduardo José Inforsato e a Sra. Valéria Aparecida Ruiz Inforsato. Às 11h, terá início o almoço, com apresentação da Congada do Divino e de apresentações musicais. A Festa será encerrada às 19h, com a tradicional salva de morteiros.

Organizada pela Irmandade do Divino Espírito Santo, a Festa conta com o apoio da Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal de Turismo (SETUR), que é responsável pela contratação da infraestrutura do evento – som, palco, cobertura, pirâmides e banheiro público, para a comodidade dos visitantes, e também apoio na contratação das atrações musicais e divulgação do evento.

“Esta festa possui um significado muito importante para identidade da cidade e do rio Piracicaba, local onde acontece o evento, apresentando ao público nossas raízes e tradições, por meio da dança da Congada, do cururu e do cuscuz feito no bafo”, afirmou Rose Massarutto, secretária de Turismo de Piracicaba.

Este ano, a Irmandade do Divino Espírito Santo está sob a responsabilidade e presidência de Adilson de Souza Menezes, e para quem estiver interessado em fazer doações de prendas para o Leilão, que acontecerá no dia 08 (sexta-feira), basta entrar em contato pelo telefone (19) 3434-9701, ou ir até a sede da Irmandade do Divino, que fica à Rua Moraes Barros, nº 58, no Largo dos Pescadores.

Origem da Festa do Divino

Era costume, em Portugal, realizar-se vigílias nas igrejas, quando se distribuía comida em abundância, porém, geralmente, as pessoas se perdiam no pecado da gula e em outros tantos. Assim foram abolidos os “Votos do Espírito Santo”, por ocasião do Pentecostes. Na “Ordenações Filipinas”, a lei esclarece que, nas Festas do Divino, deveria haver acompanhamento musical, como podemos constatar nas realizadas, ainda hoje, no Brasil.

De acordo com a tradição, a Festa de Pentecostes ou do Divino Espírito Santo foi instituída pela rainha Isabel, esposa do Rei Trovador, Dom Dinis. Conta a lenda que a rainha Isabel, extremamente caridosa, costumava distribuir, diariamente, comida aos pedintes que se acercavam dos muros do palácio. Como passar do tempo, o número deles aumentou tanto que o rei, conhecido como mão-fechada, proibiu tanta generosidade por parte da esposa. Então, em certa ocasião, Isabel, carregando no covo do avental pedaços de pão para distribuí-los aos pobres, encontrou o rei em seu caminho, que lhe perguntou, intrigado, o que levava no avental. “- Levo rosas”, respondeu Isabel. “- Quero ver!”. Temerosa, ela abriu o pano e Dom Dinis viu rosas, belas rosas. Do “milagre das rosas” ou “painis gradilis” da cultura romana, transportada para Portugal, pode ter vindo o costume de distribuir pão, carne e outros alimentos ao povo nas Festas do Divino.

No Brasil, a Festa do Divino foi introduzida pelos portugueses por volta de 1765. Indiferente ao tempo, a comemoração ao Divino Espírito Santo permanece até hoje no calendário de festas populares de praticamente todo o país preservando sua raiz mais profunda: a união de solidariedade, folclore e religiosidade do povo.

Confira a programação religiosa e festiva:

PROGRAMAÇÃO RELIGIOSA
Dia 03/07 (Domingo) – Derrubada dos Barcos
9h – Santa Missa no Salão de Festas – Largo dos Pescadores
10h – Derrubada e benção de barcos no rio Piracicaba

Dias 04/07 e 05/07 (segunda e terça-feira) – Visitação e Benção das Casas
13h – Visita e benção das casas na Rua do Porto com Sra. Festeira.

Dias 04, 05 e 06/07 (segunda, terça e quarta-feira) –Tríduo Solene
20h – Salão do Divino Espírito Santo – no Largo dos Pescadores.
Dia 09/07 (Sábado) – Procissão do Divino | Encontro das Bandeiras | Solene Missa Campal
15h – Grandiosa procissão do Divino Espírito Santo e em seguida, no rio Piracicaba, tradicional “Encontro das Bandeiras”, ponto culminante da Festa do Divino e Solene Missa Campal – Pe. Ronaldo Aguareli.

Dia 10/07 (Domingo) – Procissão da Bandeira do Divino Espírito | Solene Missa Campal | Passagem da Bandeira aos Festeiros de 2017
9h – Grandiosa procissão com a bandeira oficial do Divino Espírito Santo, seguido da Solene Missa Campal, com o Pe. Ronaldo Aguareli. Os Festeiros de 2016, o Sr. Gabriel Ferrato e a Sra. Selma Ferrato, passarão a bandeira aos Festeiros de 2017, o o Sr. Eduardo José Inforsato e a Sra. Valéria Aparecida Ruiz Inforsato.

PROGRAMAÇÃO FESTIVA
Dia 07/07 (5ª feira) – Jantar e Atrações Musicais
20h – Jantar: Leitoa, frango à passarinho, cuscuz, bebidas em geral e diversas guloseimas.

Atrações musicais (Salão de Festa e Largo dos Pescadores)

Dia 08/07 (6ª feira) – Leilão de Prendas | Banda Musical | Jantar
20h – Concorrido e animado leilão com valiosas prendas oferecidas pelos devotos do Divino, intercalando apresentação da banda musical. Estará funcionando a tradicional cozinha, servindo: leitoa pururuca, frango assado e à passarinho, cuscuz e bebidas em geral.
22h – Grandiosa queima de fogos

Dia 09/07 (Sábado) – Festanças Folclóricas | Jantar Musical | Grupo de Viola
14h – Congada do Divino (Largo dos Pescadores)
20h – Jantar: leitoa, frango à passarinho, cuscuz no bafo e bebidas diversas.

▪ Com atrações musicais (Salão de Festa e Largo dos Pescadores)

Dia 10/07 (Domingo) – Almoço | Festanças Folclóricas | Salva de Morteiros
11h – Almoço: arroz, macarrão, leitoa pururuca, frango à passarinho, cuscuz e bebidas diversas. (Salão de Festa e Largo dos Pescadores).

▪ Congada do Divino (Largo dos Pescadores).
19h – Salva de Morteiros e encerramento da Festa.

Pároco:Pe. Ronaldo Francisco Aguareli
Diácono: Luiz Venturini
Festeiros 2016: Sr. Gabriel Ferrato e Sra. Selma Ferrato

Realização: Irmandade do Divino Espírito Santo de Piracicaba
Apoio: Prefeitura de Piracicaba – Secretaria de Turismo

Deixe um comentário