Brasil produz aguardente sustentável, feita de bagaço de laranja

Foto: Stephan Geyer/Creative Commons

Foto: Stephan Geyer/Creative Commons

Quem diria que “água que passarinho não bebe” poderia se tornar “amiga do meio ambiente”…

Pesquisadores da Universidade Estadual Paulista (Unesp), localizada na cidade de Araraquara, desenvolveram uma aguardente sustentável, produzida a partir do bagaço da laranja que é descartado no processo de fabricação de suco.

A nova bebida alcoólica deriva do líquor, líquido extraído do bagaço da fruta, que é fermentado e destilado para se transformar em aguardente. Quem já experimentou garante que a “marvada” é boa, mas os pesquisadores não acertaram de primeira. Foram algumas tentativas até descobrirem que, para ser de qualidade, a bebida precisa ser envelhecida em tonéis de madeira, como o uísque.

A produção de aguardente de bagaço de laranja é, também, mais interessante do ponto de vista econômico, se comparada à tradicional cachaça feita de cana-de-açúcar. Isso porque a matéria-prima da bebida alcoólica é lixo, que seria descartado pelos fabricantes de suco.

Não satisfeitos, os pesquisadores estudam esverdear – e baratear – ainda mais a nova aguardente. Para isso, querem reutilizar o produto responsável pela fermentação da cerveja, que também é descartado pela indústria, para fermentar a “marvada de laranja”.

O pedido de patente da bebida já foi feito, mas ainda não há previsão para sua comercialização. Se realmente engrenar, a novidade promete garantir muita aguardente para os brasileiros. Segundo os inventores, se todo o resíduo da indústria da laranja for utilizado para produzir o destilado, vai dar para fabricar um bilhão de litros (!) por ano. Ansioso para garantir a sua dose?

Conteúdo: Revista Superinteressante – Débora Spitzcovsky

Deixe um comentário