Tapolho

Os textos de diferentes autores publicados nesta seção não traduzem, necessariamente, a opinião do site. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate e de refletir as diversas tendências do pensamento contemporâneo.

radio-cassette-2Ah!.. como é bela e pluralista as manhãs dos rádios da terrinha. Tem um determinado radialista ‘AM’ que o neologismo do meu título, cabe-lhe perfeitamente. Abre e como sempre, a sua programação, descendo o pau nas cacas do governo federal e em tudo o mais que se refira ao PT. Até aí, nada de anormal. Entretanto, o que mais me incomoda, é ver a cegueira trazida para os quintais da nossa cidade, pois para esse mesmo locutor de rádio, o governo da tucanada é impoluto, ou seja, livre de toda e qualquer desonestidade. Daí, eu me pergunto: – com qual dos olhos ele enxerga isso? Só pode ser com o tapado. Mas o pior de tudo isso é ver esse senhor pintar esse sepulcro caiado chamado PSDB, como o partido de esperança, da probidade e dos melhores conceitos da moral e da ética existentes na face dessa terra; principalmente a tupiniquim. Permite o uso da “latinha” (microfone), por secretários, presidente de autarquia e políticos amigos, vendendo a fala midiática das mentiras dos tempos modernos, pois esse povão, via de regra iludido pela mídia desvirtuada e de interesses escusos, não vê e não quer enxergar, que esses dois partidos são farinhas de um mesmo saco, carregados dos mesmos carunchos. E foi pensando nisso, que eu já marquei consulta no otorrino, pra ver se consigo limpar os ouvidos dessa enorme quantidade de mentiras que nos vendem nesse programinha das meias verdades do rádio “AM” da cidade, pois se conselho valer, talvez ele precise de um oftalmo. Como se pode notar, o problema político da cidade é antes de tudo, um problema de saúde pública, tanto pra quem fala, quanto para quem escuta as baboseiras misturadas ao babo da fala.

1 comentário

  1. Normando Marth Pazim em 26/01/2014 às 22:48

    PT, PSDB, PMDB, Sarney, Maluf… A farinha embora se apresente um pouco mais clara, um pouco mais escura vem do mesmo saco.É ilusória a sensação de que uma, em essência, seja diferente da outra.
    Tais, muito oportuna a sua visão expressa no Tapolho. Parabéns!

Deixe um comentário