Uni duni, tê, o escolhido foi você

Os textos de diferentes autores publicados nesta seção não traduzem, necessariamente, a opinião do site. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate e de refletir as diversas tendências do pensamento contemporâneo.

downloadA partir de uma brincadeira de criança do meio da década de 60, escritores definiram essa frase como uma parlenda, cuja origem dos termos vem de ’parlar, parlengar’, que significam tagarelar ou uma frase de palavreado vazio. Ou seja, palavras sem sentido! E foi assim, como uma brincadeira de criança, que em 28 de dezembro passado, com toda a pompa, as presidências do Semae e Águas do Mirante, tentaram nos enganar dizendo que havíamos chegado aos 100% do tratamento de esgotos em nossa cidade. Agora, passados ‘une, due, tre… quattro’ meses, a verdade boiou; isto é, veio à tona, trazendo a verdade verdadeira: Chegamos aos 98% de esgotos tratados! Será? Claro e evidente que é um marco a ser a ser comemorado. Entretanto, na minha ‘santa ignorância técnica’ continuo a questionar: Muito bem! Se somos a última cidade da ponta da linha (do rio) e, considerando que a jusante (abaixo), nossas águas ao chegam à represa da Barra com sua classe muito melhorada, penso que o ideal seria termos juntado forças à Rio Claro para tratar lá os primeiros 100% de esgotos, pois essa condição ofertaria uma melhor condição de água em nosso sistema de captação do Rio Corumbataí e, por certo um investimento muito menor em insumos para o nosso tratamento de águas da cidade. Depois faríamos o inverso, com a ‘cidade azul’ reaplicando o dinheiro aqui. Mas como fazer isso, num sistema de PPP’e? Claro que evidente que esse meu pensamento é utópico, pois as mentes curtas que administram o nosso sistema só conseguem enxergar um objetivo: ganhar o tanto quanto, desde que o esforço seja mínimo… E nem adianta torcer o nariz e muito menos tentar me intimidar com a cantiga do boi da cara preta da cara preta, pois nem careta me põe medo mais!

Deixe um comentário