Leitores comentam sobre o novo site

Esta seção está disponível à população para a discussão dos interesses da comunidade, incluindo sugestões, reclamações, etc. Basta enviar-nos um e-mail através desta página. A redação reserva-se o direito, no entanto, de avaliar a autenticidade dos conteúdos e a pertinência da publicação. Informamos, ainda, que os textos aqui publicados não traduzem, necessariamente, a opinião do site.

Texto: Nova cara, mesmo coração
Autor: Augusta Dias
Comentário:
Oi pessoal, parabéns Cecílio, o novo site está maravilhoso.
Sucesso e viva nossa querida Piracicaba!
Saudações

Texto: Com 7.640.584 acessos, “A Província” está de cara nova
Autor: Adriana Passari
Comentário:
Parabéns ao Sr. Cecílio e equipe pela nova fase de “A Província”.
Sempre consulto o site e adorei o novo visual!
Abraço e bom trabalho a todos!

Texto: Retorno à caverna
Autor: Delza Maria Frare Chamma
Comentário:
Gostaria de deixar aqui um registro da alegria em acompanhar o processo de mudança por que passou a nossa querida Província. Modernizada e ligada às redes sociais, continua sendo o espaço sem o qual não conseguimos mais ficar. Nela buscamos e encontramos sempre algum artigo, notícia ou memória, que nos permitem estar interagindo com o tempo, numa tentativa de segurar emoções ou dispersar temores, passando-os pelo crivo da reflexão. E, falando em reflexão, volto-me às duas crônicas do “Bom Dia”, com as quais Cecílio, você nos presenteou neste recomeço. A primeira reflexão nos chegou através de “Retorno à Caverna” e a segunda através “De fora do Mundo”.
Após a leitura das mesmas nos vimos parados e refletindo nas reflexões propostas. E percebemos que elas não poderiam vir em melhor hora porque a preocupação de ambas parece caminhar para uma certa universalização, pois, quem de nós, não se vê às voltas com as angústias existênciais nelas propostas? Pensar em que coexistência não implica diretamente em convivência é algo que às vezes nos passa despercebido e sem a devida análise. Cecílio, você foi ao ponto e precisamos reconhecer que isso realmente acontece. Se fujo de conviver com algo que não me atrai e pelo contrário, me desagrada, isso não me liberta da coexistência mas apenas da convivência. Por outro lado, no contraponto entre ciência, humilde como você afirmou, mas constante e processual, responsável pela evolução da humanidade que se vê liberta e não mais necessita de um criador para justificar sua existência, qual delas vence? Não temos dúvida sobre isso. E a técnica que em sua jornada rápida e arrogante, (como diz você) nos traz, talvez, essa mesma arrogância assustadora do “super-homem” que já tantos males trouxe à humanidade. Fugaz fantasia mascarando nossa finitude.
É, Cecílio! com suas crônicas você nos faz pensar e já dizia B. Calvert: “Acreditar é mais facil do que pensar. Daí existem mais crentes do que pensadores.” Parabéns pelas reflexões despertadas e pela nova Provícia, presentes preciosos a nós leitores.

Texto: Leitores comentam sobre o novo site
Autor: Linneu José Libório Stipp
Comentário:
Cecilio
É sempre bom ver a evolução das pessoas e das coisas. O site do A Provincia, excelente jornal (ou revista) eletronico, como já se disse, cara nova, coração veio…tem sido lido constantemente, até algumas vezes por dia, para refrescar o arduo trabalho em frente a um computador.
O Jornal aliado à competência do caro sobrinho e da equipe jornalistica têm trazido ao conhecimento dos Piracicabanos as histórias e estórias da nossa Cidade, possibilitando o deslinde de “mistérios” até genealógicos.
Preserva a história da cidade, o titulo de preclaro dado ao Chefe deveria ser complementado com subsidios financeiros da Administração Publica, para que o trabalho seja divulgado em todos os recantos da terra.
Andei pregando a fundação de uma entidade publica dirigida “ad perpetuam” pelo preclaro cidadão, para abrigar a memória da cidade e todas as entidades que para esse mister concorrerem.
Para quem é Piracicabano de nascimento (o meu parto foi feito por Dona Angelina de Cillo alguem mais a conheceu?) é muita alegria ficar sabendo da vida da cidade.
Figuras conhecidas dos tempos da juventude, têm sido desfiladas pelo conhecimento do Jornalista, Preclaro, e da competente Equipe.
Os comentarios dos leitores, para mim forma inédita de registrar a história da cidade, agregando fatos reais ao arquivo jornalistico.
De São Paulo, Capital da Provincia, aos oito de agosto de dois mil e doze, era cristã,
Linneu José Libório Stipp
Descendente de Imigrantes Alemães e Suiços
Diplomado pela Gloriosa e Benemérita Escola Tecnica de Comercio Cristóvam Colombo, honras à Familia Zanin que por meio do Ensino Técnico (sem precisar de politicos) muito fez à Juventude Piracicabana.

Texto: Leitores comentam sobre o novo site
Autor:
José C. F. Semmler
Comentário:

Parabéns. Ficou maravilhoso.
Herzlichen Glückwunsca.

Texto: Retorno à caverna
Autor:
Luiz Thomazi
Comentário:

Estimado Cecílio, obrigado por seu retorno. Nossas vidas, de seus leitores e admiradores, fica muito melhor e mais prazerosa com o seu indispensável Bom Dia!

Texto: Retorno à caverna
Autor:
Delza Maria Frare Chamma
Comentário:

Gostaria de deixar aqui um registro da alegria em acompanhar o processo de mudança por que passou a nossa querida Província. Modernizada e ligada às redes sociais, continua sendo o espaço sem o qual não conseguimos mais ficar. Nela buscamos e encontramos sempre algum artigo, notícia ou memória, que nos permitem estar interagindo com o tempo, numa tentativa de segurar emoções ou dispersar temores, passando-os pelo crivo da reflexão. E, falando em reflexão, volto-me às duas crônicas do “Bom Dia”, com as quais Cecílio, você nos presenteou neste recomeço. A primeira reflexão nos chegou através de “Retorno à Caverna” e a segunda através “De fora do Mundo”.
Após a leitura das mesmas nos vimos parados e refletindo nas reflexões propostas. E percebemos que elas não poderiam vir em melhor hora porque a preocupação de ambas parece caminhar para uma certa universalização, pois, quem de nós, não se vê às voltas com as angústias existenciais nelas propostas? Pensar em que coexistência não implica diretamente em convivência é algo que às vezes nos passa despercebido e sem a devida análise. Cecílio, você foi ao ponto e precisamos reconhecer que isso realmente acontece. Se fujo de conviver com algo que não me atrai e pelo contrário, me desagrada, isso não me liberta da coexistência mas apenas da convivência. Por outro lado, no contraponto entre ciência, humilde como você afirmou, mas constante e processual, responsável pela evolução da humanidade que se vê liberta e não mais necessita de um criador para justificar sua existência, qual delas vence? Não temos dúvida sobre isso. E a técnica que em sua jornada rápida e arrogante, (como diz você) nos traz, talvez, essa mesma arrogância assustadora do “super-homem” que já tantos males trouxe à humanidade. Fugaz fantasia mascarando nossa finitude.
É, Cecílio! com suas crônicas você nos faz pensar e já dizia B. Calvert: “Acreditar é mais facil do que pensar. Daí existem mais crentes do que pensadores.” Parabéns pelas reflexões despertadas e pela nova Província, presentes preciosos a nós leitores.

3 comentários

  1. Linneu José Libório Stipp em 08/08/2012 às 08:49

    Cecilio

    É sempre bom ver a evolução das pessoas e das coisas. O site do A Provincia, excelente jornal (ou revista) eletronico, como já se disse, cara nova, coração veio…tem sido lido constantemente, até algumas vezes por dia, para refrescar o arduo trabalho em frente a um computador.

    O Jornal aliado à competencia do caro sobrinho e da equipe jornalistica têm trazido ao conhecimento dos Piracicabanos as histórias e estorias da nossa Cidade, possibilitando o deslinde de “mistérios” até genealógicos.

    Preserva a história da cidade, o titulo de preclaro dado ao Chefe deveria ser complementado com subsidios financeiros da Administração Publica, para que o trabalho seja divulgado em todos os recantos da terra.

    Andei pregando a fundação de uma entidade publica dirigida “ad perpetuam” pelo preclaro cidadão, para abrigar a memória da cidade e todas as entidades que para esse mister concorrerem.

    Para quem é Piracicabano de nascimento (o meu parto foi feito por Dona Angelina de Cillo alguem mais a conheceu?) é muita alegria ficar sabendo da vida da cidade.

    Figuras conhecidas dos tempos da juventude, têm sido desfiladas pelo conhecimento do Jornalista, Preclaro, e da competente Equipe.

    Os comentarios dos leitores, para mim forma inédita de registrar a história da cidade, agregando fatos reais ao arquivo jornalistico.

    De São Paulo, Capital da Provincia, aos oito de agosto de dois mil e doze, era cristâ,

    Linneu José Libório Stipp

    Descendente de Imigrantes Alemães e Suiços

    Diplomado pela Gloriosa e Benemérita Escola Tecnica de Comercio Cristóvam Colombo, honras à Familia Zanin que por meio do Ensino Técnico (sem precisar de politicos) muito fez à Juventude Piracicabana.

  2. José C. F. Semmler em 09/08/2012 às 16:37

    Parabéns. Ficou maravilhso.
    Herzlichen Glückwunsca.

  3. Eloah Margoni em 24/09/2012 às 14:03

    Tá bacana, e o que mais queríamos era "nosso" grande jornalista Cecílio de volta. Agora só falta o conteúdo anterior ser migrado pra cá…Aí ficará completaço!!

Deixe um comentário