ArcelorMittal sedia exposição do processo histórico da produção de aços longos no país

Para comemorar os 90 anos do segmento aços longos, a ArcelorMittal Piracicaba abrirá no dia 12/11, às 15h, uma exposição itinerante, de iniciativa da ArcelorMittal Brasil, que vem percorrendo várias plantas industriais do Brasil.

Com a finalidade de apresentar os principais marcos históricos de sua trajetória no país, a exposição contará com diversas fotografias, 16 banners e informações que retratarão os primeiros passos do negócio, evolução e inovações, conquistadas pela superação de muitos desafios ao longo dos 90 anos.

A primeira Companhia Siderúrgica Mineira foi criada em Sabará (MG), em 1917 e instituída como Belgo Mineira após associação com a Arbed, intermediada pelo Rei Alberto I, da Bélgica, em 1920. Seu crescimento, bastante expressivo, conta, atualmente, com uma produção acumulada de 75 milhões de toneladas de aço por ano.

Além de mostrar o desenvolvimento do segmento de Aços Longos no país, a exposição em Piracicaba, evidenciará também o desenvolvimento da unidade fabril no município, com seus avanços e conquistas.

A atuação da ArcelorMittal, a então Belgo Mineira, se iniciou em Piracicaba em outubro de 1994, com a compra inicial de 49% da Dedini S/A Siderúrgica e em 1997 dos outros 51% restantes do capital da empresa.

Em janeiro de 2000 foi inaugurado o novo laminador, elevando sua produção de 340 mil para 500 mil toneladas/ano.

O processo de expansão da Unidade ArcelorMittal em Piracicaba, concluído em 2004, aumentou a capacidade de produção para 1 milhão de toneladas por ano. Em 2005, foram inauguradas as novas instalações da planta de Piracicaba que, na época, chamava-se Belgo Arcelor.

Em 2006, a Belgo Arcelor se fundiu com a Mittal Steel e recebeu a denominação de ArcelorMittal, utilizada atualmente.

Como unidade semi-integrada, a Unidade da ArcelorMittal em Piracicaba, produz vergalhões para a construção civil, utilizando, como principal matéria-prima, a sucata de aço, que é infinitamente reciclável.

Na economia local contribui para geração de empregos diretos e indiretos e na arrecadação de impostos (ICMS e IPI). Colabora também para a qualidade de vida da comunidade através da realização de programas socioambientais, culturais e desportivos, buscando a Sustentabilidade como um dos três pilares que regem os valores grupo, além da Qualidade e Liderança.

Deixe um comentário