Missa Caipira acontece na Casa do Povoador

MISSA CAIPIRA (18/08/2013) – PROGRAMAMISSACAIPIRA2013

1-      PROCISSÃO

2-      SAGRADA MISSA

3-      DECLAMAÇÃO MARCHA LENTA: “Homenagem ao Papa Francisco”

4-      APRESENTAÇÃO DA CONGADA

5-      ENCERRAMENTO

REALIZAÇÃO:

–  Centro do Folclore de Piracicaba

–  Cúria Diocesana de Piracicaba, através da Paróquia da Catedral de Santo Antônio

–  Secretaria Municipal de Ação Cultural – SEMAC

 

INFORMAÇÕES SOBRE OS PARTICIPANTES

MONSENHOR JAMIL NASSIF ABIB: Celebrante da Missa Caipira, pároco da Catedral de Santo Antônio de Piracicaba, coordenando também as capelas São Benedito, Nossa Senhora Aparecida, Divino Espírito Santo e Nossa Senhora das Graças (Dispensário dos Pobres). Possui especialização em museologia, arquivologia e arte sacra e mestrado em história. Ele se destaca na área de história, história da Igreja, museologia, patrimônio histórico e artístico e filatelia. Foi por muitos anos conselheiro do Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo). Como pesquisador do Centro de Estudos e Pesquisas para a História da Igreja no Brasil – CEPEHIB, atua nas questões ligadas à necessidade de definição de uma política cultural e documental voltada para os arquivos eclesiásticos e juntou, ao longo de anos de trabalho eclesiástico, imensa coleção documental sobre a Igreja Católica no Brasil.

CORAL SERTANEJO PADRE ANCHIETA: Fundado no início da década de oitenta pelo compositor e poeta Nho Chico, que escreveu todas as letras dos cânticos religiosos apresentados na Missa Caipira. Na época o coral era formado por duplas sertanejas da nossa cidade que, depois das participações na Missa, se apresentavam em shows, interpretando músicas caipiras de raiz. Em 2002, o grupo gravou um CD intitulado “Missa Caipira – Nho Chico”, com esses cânticos, os arranjos de viola foram compostos pelo violeiro Mazinho Quevedo, o coral já participou de missas ema várias cidades entre elas: Laranjal Paulista, Sorocaba, Jaú, Araras, Santa Bárbara D’Oeste, Saltinho, Rio das Pedras, Capivari, São Paulo. Hoje o grupo conta com dez componentes, tendo como base os mesmos elementos de origem desde seu início.

MARCHA LENTA: Antonio Carlos de Oliveira Júnior, mais conhecido como Marcha Lenta, autor de poesias caipiras que declama em diversos segmentos e eventos, prioriza a temática em que engloba seu amor por Piracicaba e a religião de seu povo, publicou três livros, sendo o mais recente “Poesias Sertanejas”. Participará da Missa Caipira declamando seu mais novo poema que  é um Ode aos Santo Papa Francisco.

CONGADA DO DIVINO ESPÍRITO SANTO DE PIRACICABA: Há mais de setenta anos e se estabelece enquanto um dos reais representantes das manifestações folclóricas e religiosa do município de Piracicaba. Com aproximadamente cinquenta componentes, representa nos festejos folclóricos, a resistência, inovação e manutenção do sincretismo do religioso mítico africano, com a religiosidade cristã, constitui um fator significativo para a interpretação da cultura local, pois nela identifica-se elementos, tais como dança, religião, economia, poder público, dentre outros, que integram o contexto interagindo entre si, costurando uma rede de relações sócio culturais.

Deixe um comentário