Palma da Mão é atração da Noite das Tradições que acontece neste domingo

Palma da Mão - Foto Eleni Destro

Neste domingo, 26/06, o tradicional grupo Palma da Mão sobe ao palco para agitar o público em mais uma edição da Noite das Tradições no Engenho Central, que acontece dessa vez das 18h às 21h, no pequeno pátio, área localizada atrás do Teatro do Engenho. O evento, que faz parte do projeto Choros & Serestas – realizado pela Prefeitura de Piracicaba por meio da Semac (Secretaria Municipal da Ação Cultural) – é gratuito.

De acordo com Fábio Monteiro, coordenador da Noite das Tradições, o repertório do grupo contará com sambas da Velha Guarda.

O Palma da Mão se apresentará com Édne Tito (vocal e percussão), Douglas Marçal (vocal e percussão), Wlademir Quintino (vocal e percussão), Aguinaldo Guilherme (vocal e cavaco); Luiz Beltran (saxofone) e Miro Barros (vocal e violão sete cordas).

Para chegar até o local o acesso de carro pode ser feito pelas pontes do Mirante e do Morato. A pé, é possível também através da Ponte Pênsil e Passarela Estaiada.

HISTÓRIA – A Noite das Tradições integra o projeto Choros & Serestas, que teve início em 1993 e passou a contar com a parceria definitiva da Semac em 2001. Com o nome de Noite da Seresta, o objetivo inicial do projeto era trazer à tona esse gênero musical que deixou marcas profundas na cultura piracicabana, revivendo o romantismo de décadas passadas, com a proposta de fomentar a confraternização social e valorizar os músicos e cantores de Piracicaba e região.

Em 2012, o projeto passou a ser denominado Noite das Tradições, pelo fato de envolver todos os tipos de manifestações ligadas ao folclore, além de festas populares e tradições musicais, como samba, cururu, catira e samba-lenço, com edições fixas no Engenho Central, e outras itinerantes, que ocorrem em diferentes bairros da cidade.

SERVIÇO – Noite das Tradições. Domingo, 26/06, das 18h às 21h, no pequeno pátio, área localizada atrás do Teatro do Engenho. O acesso de carro pode ser feito pelas pontes do Mirante e do Morato. A pé, é possível chegar ao local também pela Ponte Pênsil e Passarela Estaiada. A entrada e o estacionamento são gratuitos. Informações pelo telefone 3403-2600.

 

Deixe um comentário