Sobre a Terra que Arde tem reestreia sábado

A Ceta (Companhia Estável de Teatro), criada pela Semac (Secretaria Municipal da Ação Cultural) em 1991, estreia a remontagem do espetáculo Sobre a Terra que Arde – Uma Fábula Acústica, no sábado, 06/06, às 20h, no Armazém 15 (Igrejinha), no Engenho Central. As apresentações seguem ainda nos dias 7, 13, 14, 20 e 21 de junho. A entrada é gratuita e os convites devem ser retirados no local uma hora antes do espetáculo. A capacidade é de 40 lugares.

Sobre a Terra que Arde retrata um universo onírico, por meio de cenas fragmentadas, que revelam a trajetória de Miúdo, menino que sonha com um burro falante que poderá levá-lo a fazer fortuna no picadeiro do grande circo. Ele é encorajado pela pobre velha que o criou a partir em busca da sorte e abandonar o casebre, pois não há mais nada que ela possa fazer por ele.

Faminto, franzino e só por estradas secas, Miúdo acaba por se tornar um ladrãozinho órfão. Em sua peregrinação encontra Rosa, uma menina prostituída em casa de mulheres e abandonada na estrada por um homem que cavalga um cavalo preto, que lhe prometeu uma casa nas colinas com galinhas no terreiro.

Juntos, Miúdo e Menina Rosa aventuram-se pelos confins miseráveis e cheios de ameaças da região dos vilarejos da Terra que Arde, procurando pelo burro falante. Pelo caminho precisam se safar de matadores, pedófilos e do sol que castiga.

Sobre a Terra que Arde tem texto de Denílson Oliveira e direção de João Scarpa e Ricardo Araújo. No elenco estão os atores Betoh Freitas, Bruno Murilo, Dafni Fernanda, Estela Rubim, Fábio Malosso, Felipe Nunes, Felipe Trevilin, Guilherme Godoy, Guilherme Quadrado, Heloisa Cordeiro, Isabela Coimbra, Laís Vetoretti, Leonardo Moraes, Patrícia Borges, Sabrina Nicola, Sophie Lindenkamp, Tiago Rochetto e Vagner Chiarini.

“Essa é a terceira versão do espetáculo que, agora, ganha formato mais intimista, colocando o público dentro dessa terra que não está tão distante assim”, define o diretor João Scarpa.

SERVIÇO – Espetáculo Sobre a Terra que Arde, com a Ceta (Companhia Estável de Teatro). Dias 6, 7, 13, 14, 20 e 21 de junho, sempre às 20h, no Armazém 15 (Igrejinha), no Engenho Central, avenida Maurice Allain, 454. A entrada é gratuita e os convites devem ser retirados no local uma hora antes do espetáculo. A capacidade é de 40 lugares.

Deixe um comentário