Wem lança disco no Sesc Piracicaba dia 18

Foto Wem Baixa_pperrier

Há alguns anos participando de projetos como os grupos  Tiquequê e o Palavra Cantada, de uns tempos para cá, inspirado pelas experiências, Wem montou um show com suas canções, realizou duas turnês autorais e pesquisou músicas, festas e culturas locais, pelo interior do país.

No próximo dia 18 de setembro, às 20h, no Sesc Piracicaba, o artista apresenta o seu primeiro trabalho solo, o disco “Começo”. O álbum traz a experimentação de sons e novas texturas rítmicas, além de uma produção coletiva assinada por Beto Villares, Chico Salem, Denis Duarte e Guilherme Kastrup.

Acompanhado dos músicos João Taubkin (baixo), Denis Duarte (percussão e MPC) e Rodrigo Fuji (bateria), Wem toca as faixas do seu novo álbum.

Para conhecer o trabalho do músico: www.wem-music.com

 

Informações:

Local: Sesc Piracicaba

Dia: 18/09 (quinta) às 20h

Ingressos: Grátis

 

Sobre o músico: 

Representante de uma safra de músicos que são seduzidos pela experimentação de sons e novas texturas rítmicas, Wem segue em carreira solo com lançamento do seu primeiro álbum “Começo”, previsto para maio.

Engana-se quem pensa que o artista inicia carreira musical.  Wem é integrante do grupo Tiquequê, músico do Palavra Cantada e já realizou duas turnês autorais: “Brasileiro Sou Eu”, realizada após viagem pelo interior do país, onde o artista pesquisou músicas, festas e culturas locais, e “Tudo é tão Igual”, feito com uma loopstation e objetos do cotidiano.

Seus shows foram vistos por diferentes pessoas e nos mais diversos locais, como o SESC Pinheiros, a Bienal Internacional de São Paulo, o CCBB, a Virada Cultural e a participação na APEX, em Madri.

“Em seu primeiro trabalho, Wem conseguiu criar uma atmosfera moderna, atual, e ao mesmo tempo mostrar um pé firme no Brasil mais profundo” diz Beto Vilares, um dos produtores do CD. Além de Beto, o álbum conta com Chico Salem, Denis Duarte e Guilherme Kastrup na produção.

“Cada um dos produtores, com suas particularidades estéticas, contribuiu para a diversidade do disco”, afirma Wem.

Deixe um comentário