O “Isolamento”

Soa estranho às novas gerações falar-se de “Isolamento”. Ou então, do “Leprosário”. Mas o “Isolamento” existiu, em Piracicaba. Era um lugar destinado a pessoas com doenças contagiosas, que permaneciam segredadas. Dessas doenças, a mais temida era a lepra, atualmente conhecida como “hanseníase”, quase que totalmente erradicada em todo o País.

O “Isolamento” foi um local de cujas proximidade ninguém se arriscava a chegar. Doenças e tabus mantinham o povo afastado dos doentes, que se tornavam completamente marginalizados da sociedade. O “Isolamento” foi criado em março de 1885, sendo uma faixa de terreno, “de 50 por 300 braças, além do Bairro dos Alemães”, terreno adquirido pelo Intendente Joaquim Fernandes Sampaio, por “dez contos de réis”, de Francisco Manuel de Oliveira.

Deixe um comentário