Os bondes, no censo de 1945

Lembrança recorrente de todos aqueles que deles dependeram como meio de transporte durante o século XX, os bondes chegaram a ser objeto de pesquisa do próprio IBGE. Em 1945, estudando os meios de transporte disponíveis, constatava-se que, em todo o país, funcionavam 1.759 quilômetros em linhas de bonde, sendo que a cidade que as possuía em maior extensão era o Rio de Janeiro, que concentrava 489 quilômetros, envolvendo um total de 1.185 carros de passageiros e empregando 5.613 funcionários nesse serviço.

Naquele ano, Piracicaba contava com 8 quilômetros e 6 carros, movimentados por 27 funcionários, dos quais 5 na área administrativa. Das cidades da região, a de maior expressão nesse transporte era Campinas, com 56 quilômetros em linhas regulares. Segundo o censo, Piracicaba transportou, em 1945, 22.977 pessoas em seus bondes. Já o município de Campinas dependia bem mais deste tipo de transporte, tendo movimentado, no mesmo ano, 442.083 passageiros.

Deixe um comentário