Piracicabano vence concurso do MEC

Corria o ano de 1958. E o Ministério da Cultura instituíra, em todo o país, o Concurso Jovens Talentos Musicais, buscando garantir condições de estudo àqueles que se destacassem em vários instrumentos. Naquele ano, na categoria flauta, o vencedor, apontado por uma comissão de jurados entre os quais se encontravam Camargo Guarnieri, Arnaldo Estrela e Andrade Murici, foi o piracicabano Célio Porta Woltzenlogel.

Nascido em 1940, ele estudara inicialmente com seu pai, Lulu Woltzenlogel, e, depois, com Jaime Rocha de Almeida, tendo integrado a Orquestra Piracicabana de Amadores e atuado como solista da Orquestra Sinfônica Pró-Arte.

No dia 5 de dezembro, no auditório do MEC, no Rio de Janeiro, a ele coube receber o primeiro prêmio, representando o Estado de São Paulo, em concerto no qual foi acompanhado pelo pianista Alceu Bocchino. Como resultado, recebeu um bolsa de estudos para permanecer no Rio de Janeiro, aperfeiçoando sua formação.

Já no ano seguinte, selecionado para o concurso de jovens solistas da Orquestra Sinfônica Brasileira, fez seu primeiro concerto, nesta condição, sob a regência do maestro francês Georges Tzipine. A obra por ele executada foi o Concerto nº 2 em ré menor para flauta e orquestra de Mozart. Ainda em 1959 foi apontado como Estudante do Ano pela TV-RIO.

Deixe um comentário