Serviços especiais, taxas extras no correio

Em 1882, o correio em Piracicaba enfrentou reações da população quanto à cobrança de serviços. Em agosto, foram abertas inscrições para aqueles que quisessem receber sua correspondência à noite; os demais poderiam ter acesso a elas entre 8 e 17 horas. O jornal “A Gazeta” liderou uma campanha contra a cobrança, nos seguintes termos: “ está portanto, decretado que, do dia 1º de setembro em diante, só receberá sua correspondência no mesmo dia, quem pagar 24$000, ou seja, quem for rico. Os outros, a massa geral da população, que espere até o dia seguinte, das 8 horas em diante”. A reação foi tão forte, que os correios revogaram a cobrança.

 

 

 

 

Deixe um comentário