Um bonde chamado saudade

bondes

Arquivo

O serviço de bondes em Piracicaba foi tema do jornal impresso A Província em setembro de 1987. Os bondes circularam durante 51 anos, de 1917 a 1968. Piracicaba foi uma das últimas cidades brasileiras a desativá-lo. Havia três linhas: a da Paulista, que chegava à altura da Rua da Glória; a da Esalq e a da Vila Rezende.

O ponto de saída ficava ao lado da Catedral de Santo Antônio. Nenhuma das linhas era circular. No final do percurso, o cobrador virava os bancos. O motorneiro passava para o outro lado. Os fiscais sempre tilintavam a campainha alto se fosse o último horário, o que fazia operários e estudantes correr para não perder a condução. O bonde da Esalq era o mais animado pela presença dos “agricolões”, como eram conhecidos os estudantes da faculdade.

Conteúdo relacionado

Deixe um comentário