Uma visão poética da cidade

Piracicaba é a “Noiva da Colina”. A expressão poética remete a imagens também bonitas, como a do “véu da Noiva”. O cognome nasce de um longo e inspirado poma de Brazílio Machado, poeta renomado que foi Promotor de Justiça de Piracicaba. Nos primeiros versos, encontra-se a imagem que se transformou, por aceitação do povo, no cognome da cidade. São os seguintes:

 

“Sacode os ombros nus, ó Noiva da Colina,

Que a luz da madrugada encheu o lardo céu;

E arranca-te das mãos o manto da neblina

Que ondula sobre o rio, enorme e solto véu…”

 

 

Deixe um comentário