ESALQ: do Pioneirismo no Ensino Agrícola de Qualidade à Pesquisa Cientifica de Vanguarda

No momento em que a USP completa seus 75 anos de existência, uma de suas famosas unidades do interior, a centenária ESALQ, merecidamente participa das comemorações. A ESALQ que foi pioneira na formação de profissionais qualificados para as atividades de produção no campo, expandiu-se substancialmente ao longo de mais de um século de existência, tornando-se uma das mais importantes e renomadas instituições de ensino de graduação, pós-graduação, formação profissional e pesquisa cientifica e tecnológica do Brasil – um templo da Ciência aplicada ao campo.

Seus milhares de egressos graduados tornaram-se importantes executivos, líderes e empresários do complexo agroindustrial; e sendo responsável pela formação de mais de 2/3 dos doutores formados em Ciências Agrárias do país, contribuiu efetivamente para nuclear novas faculdades, grupos de pesquisa e programas de pós-graduação em todo o Brasil, América Latina e países Africanos. Como se pode resgatar de sua história, a visão empreendedora e inovadora do seu criador, Luiz Vicente de Souza Queiroz, norteou os primórdios da então Escola Agrícola e continua viva e sistêmica na ESALQ de hoje, que oferece também uma ampla lista de atividades técnicas e de consultoria aos empresários do agronegócio, agricultores e a sociedade como um todo.

A visão estratégica dos dirigentes e visão crítica do corpo docente com foco nos desafios e no futuro foi fundamental para a criação dos primeiros cursos de pós-graduação no país e devido à forte atuação na pesquisa cientifica, sempre contou com uma efetiva parceria do CNPq, a ponto de em 1969, esta agência ter declarado a ESALQ centro de excelência em pesquisa e pós-graduação em Ciências Agrárias. Passadas quase três décadas deste feito, podemos afirmar que o CNPq acertou nesta qualificação, pois a ESALQ tem mantido um padrão de excelência acadêmica em nível nacional e internacional. Esta característica amplamente reconhecida, sua forte inserção no setor produtivo e ênfase em colaboração internacional, são fatores que fazem a ESALQ muito competitiva no CNPq, onde os recursos são concedidos com base em critérios meritocráticos em chamadas públicas e avaliação pelos pares. Esta tornou-se uma das instituições líderes na captação de recursos das áreas da Ciência aplicada ao campo e ao complexo agroindustrial.

Não tive o privilegio de ter estudado ou trabalhado na ESALQ, mas tenho a honra de ter muitos colaboradores e amigos nela. Como representante de área da pós-graduação em Ciências Agrárias na CAPES nos últimos anos, e agora, como diretor do CNPq, tenho tido a oportunidade de interagir melhor, conhecer e admirar cada vez mais, este importante patrimônio da educação e da pesquisa agrícola nacional.

Que o passado sempre vitorioso e a visão estratégica de futuro desta instituição, sejam perenes e possam contar sempre com o apoio do CNPq.

 

José Oswaldo Siqueira

Diretor de Programas Temáticos e Setoriais do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)

Deixe um comentário