Antoninho Pinto, legenda cultural

Antonio Pinto de Almeida Ferraz — primeiro redator e fundador do “Jornal de Piracicaba”– nasceu em Piracicaba, em 24 de março de 1871, filho do tenente Jayme Pinto de Almeida e de Antonia Ferraz de Arruda Pinto. Estudou, em Piracicaba, nas escolas do Padre João Lopes e do professor Adriano Boucault, sendo, depois, aluno interno do Colégio São Luiz, em Itu. Matriculou-se na Faculdade de Direito de São Paulo em 1887, formando-se em 1891. Advogado, montou escritório em Piracicaba, sendo brilhante profissional na área criminal. Poliglota, foi professor de diversas cadeiras, notabilizando-se em Sociologia, Latim e Literatura. Antoninho Pinto, como era carinhosamente chamado, é tido pelos que o conheceram em vida como, talvez, o mais brilhante intelectual piracicabano das primeiras décadas do Século XX. Foi o principal teórico do Positivismo em Piracicaba.

Morreu em Belo Horizonte — para onde se mudou após aposentar-se — no dia 14 de agosto de 1958. Era casado com Indiana Viegas Pinto, filha de um dos homens ilustres de Piracicaba, José Viegas Fot Muniz e Maria Augusta.

Deixe um comentário