Dr. João Baptista da Silveira Mello – 1859 – 1934

Em 20 de outubro de 1859, nascia em Piracicaba João Baptista da Silveira Mello, filho do comendador Joaquim da Silveira Mello e de D. Anna Theolinda Ferraz Silveira Mello.

Cursou a Faculdade de Medicina do Rio, doutorando-se em 14 de Maio de 1887, defendendo tese aprovada plenamente.

Nesse mesmo ano instalou seu consultório em Piracicaba, à rua da Quitanda (atual Quinze de Novembro).

Em 11 de Setembro de 1888 casou- se com D. Maria Amelia de Moraes Barros, filha de Prudente José de Moraes Barros e de D. Adelaide Benvinda da Silva Gordo de Moraes Barros. A cerimônia efetuou-se às 20 horas, na Igreja Matriz, tendo como celebrante o vigário Francisco Galvão. Seguiu-se recepção aos convidados, no Clube Coronel Barbosa.

Dr. João Baptista exerceu a clínica particular, com vasta clientela, não só de Piracicaba, como de cidades vizinhas, graças à sua proficiência e natural bondade.

No âmbito da Saúde Pública, exerceu o cargo de Inspetor Sanitário durante 4 meses, em substituição ao Dr. Paulo de Moraes Barros, sendo, em seguida, substituído pelo Dr. Permínio Figueiredo. Chefiou ainda a Comissão de Tratamento do Tracoma, nas cidades de Piracicaba, Rio das Pedras e são Pedro, moléstia extremamente difundida e de desastrosas consequências.

Ocupou também o cargo de médico da Estrada de Ferro Sorocabana(Secção Ituana).

Emprestou seus préstimos à Santa Casa de Misericórdia local. Membro da Irmandade, desde 1888, exerceu durante vários anos os cargos de mesário, escrivão e procurador da Mesa Administrativa. Por sua iniciativa criaram-se categorias de sócios da Irmandade.

Em Maio de 1911 transferiu seu consultório para a rua 13 de Maio.

Na política participou ativamente dos acontecimentos, como membro do Partido Republicano, solidário ao eminente Prudente de Moraes, seu sogro e amigo. Na Edilidade local exerceu a vereança e a presidência. Foi também Juiz de Paz.

Mudando-se para Limeira, faleceu no dia 21 de janeiro de 1934, contando com 75 anos.

Deixe um comentário