Cesta Básica cai pela terceira semana consecutiva

20130704195458-20130704195458-cesta

O preço médio da Cesta Básica de Piracicaba ICB – ESALQ/FEALQ, calculado pela Empresa Júnior de Economia e Administração (EJEA), para a semana encerrada no dia 26 de maio de 2015, variou -0,14% em relação à semana anterior, passando de R$ 484,44 para R$ 483,78.
A categoria Alimentos variou -0,19%, passando de R$ 394,94 para R$ 394,20. A variação da categoria Limpeza Doméstica foi de -0,35%, passando de R$ 48,69 para R$ 48,51. A categoria Higiene aumentou 0,60%, passando de R$ 40,82 para R$ 41,06. Os produtos com destaque nessa análise são a farinha de mandioca e o feijão.
O preço médio da farinha de mandioca (pacote de 500 g) caiu 12,51%, passando de R$ 3,70 para R$ 3,23. De acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (CEPEA), da ESALQ/USP, tem-se observado maior disponibilidade de mandioca, principal matéria-prima da farinha. Como resultado, as fecularias e farinheiras do Centro-Sul pressionaram para baixo os preços da mandioca e de seus derivados. Existe expectativa de que os preços continuem recuando como consequência das boas produtividades observadas nas lavouras este ano.
O preço médio do feijão aumentou 7,44%, passando de R$ 4,55/kg para R$ 4,89/kg. Segundo a Correpar, a baixa produtividade e a alta na demanda para reposição de estoques voltados para o início do próximo mês levaram ao aumento nos preços. Marcelo Lüders, diretor da Correpar, classifica um momento bom para os produtores, visto que a quantidade ofertada não é suficiente para atender a demanda. Eles poderão restringir a oferta, vendendo o feijão aos poucos para pagar os compromissos, comportamento que poderá aumentar ainda mais o preço.

Deixe um comentário