Eco-hotel oferece vista 360º da floresta amazônica em MT

A floresta amazônica em seus melhores ângulos: seja do alto de torres de 50 metros de altura sobre a copa das árvores, de dentro de canoas canadenses na curva de um rio ou em trilhas na mata fechada em meio a castanheiras de até 400 anos. Apesar das instalações sofisticadas, a vista para a selva em suas diversas facetas ainda é principal atração do Cristalino Jungle Lodge , no Mato Grosso –um dos 25 melhores lodges do mundo, segundo a revista “National Geographic”.

A 42 km de Alta Floresta (MT), o Cristalino está em uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN), em um terreno de 11400 hectares, área equivalente  a seis vezes a do arquipélago de Fernando de Noronha. Entre dezenas de mamíferos e répteis, a unidade de conservação protege quase 600 espécies de aves, um terço de todas já catalogadas no país. Para flagrar tanta fartura, os visitantes podem zanzar por 30 km de trilhas e torres de observação, acompanhados de guias especializados embirdwatching.

O complemento do roteiro vai depender do espírito de aventura dos turistas, que escolhem entre passeios de canoa até praias fluviais de areias claras, um camping selvagem na mata fechada, visitas a cachoeiras da redondeza ou uma combinação de tudo isso. Quem dispensa a adrenalina pode relaxar em redes ou nos bangalôs com janelas enormes que permitem experimentar as visões, os cheiros e os sons da floresta –-biguatingas, japus, gaviões-reais e garças-reais comandam a orquestra.

A sustentabilidade ali vai além do conceito e é aplicada na relação com a comunidade e na valorização da mão de obra local. Também está presente nas tecnologias usadas para o aquecimento da água e tratamento de todos os resíduos e na arquitetura que privilegia a ventilação e a iluminação natural.

Deixe um comentário