Fala sério!

Os textos de diferentes autores publicados nesta seção não traduzem, necessariamente, a opinião do site. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate e de refletir as diversas tendências do pensamento contemporâneo.

AS MELHORES

Na lista das 20 melhores cidades do estado de São Paulo para se viver, de acordo com o melhor desempenho no Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), Piracicaba não aparece. O que não é de se estranhar, pois nos últimos anos a cidade investiu mais em pontes do que em serviços da área social. Para a elaboração da lista das melhores cidades foram usados dados oficiais. A metodologia do índice foi adaptada do IDH Global pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pela Fundação João Pinheiro.

 

AS MELHORES II

A lista leva em conta três itens: vida longa e saudável (longevidade), acesso ao conhecimento (educação) e padrão de vida (renda). A partir dos cálculos de cada um desses fatores, se chega ao índice geral IDHM.

 

AS MELHORES III

As melhores cidades do estado para se viver, pela ordem, são: 1º) São Caetano do Sul; 2º) Águas de São Pedro; 3º) Santos; 4º) Jundiaí; 5º) Valinhos; 6º) Vinhedo; 7º) Santo André; 8º) Araraquara; 9º) Santana de Parnaíba; 10º) Ilha Solteira; 11º) Americana; 12º) São José dos Campos; 13º) Presidente Prudente; 14º) São Paulo; 15º) São Carlos; 16º) São Bernardo do Campo; 17º) Assis; 18º) Campinas; 19º) Rio Claro; e 20º) Bauru. E onde está Piracicaba? Não está. Nas últimas administrações o projeto foi fazer uma cidade para poucos, não para todos. Entre as 100 melhores cidades do país para se viver, Piracicaba é a 45ª.

 

NINGUEM SABE

Como é possível a prefeitura não saber quanto tempo vai levar para voltar a funcionar o elevador panorâmico da ponte do Mirante? Ele quebrou em março e até agora ninguém sabe quando o conserto será realizado. Vai ver estão poupando a natureza de olhares e flashes!

 

TÍTULO REVOGADO

Quando acontece algum cambalacho no futebol, o título de campeão é revogado.  Em 2012, por unanimidade, a Câmara deu o título de cidadão piracicabano ao então presidente da Federação Paulista de Futebol, José Maria Marin, atualmente suspeito de envolvimento em maracutaias na FIFA. Agora, os vereados buscam um meio legal para tirar-lhe o título de cidadania. Quem enganou quem?

 

SEGURANÇA

Apesar dos altos índices de furtos, roubos e assassinatos na cidade de Piracicaba, a polícia parece caminhar no sentido oposto. Ao invés de ampliar os serviços, está reduzindo o número de Distritos Policiais. O atendimento ao cidadão, que já é precário, poderá ficar pior ainda. Com a unificação de quatro Distritos Policiais, sessenta por cento da população da cidade será atendida em um único prédio. A sensação de insegurança cresce e ninguém questiona.

 

UMA IDEIA

Os “Shoppings sociais” são locais destinados à concentração de pessoas que, atualmente, estão fazendo negócios nas ruas e praças, e que buscam o sustento da família. São José do Rio Preto tirou os camelôs das ruas e os colocou em um lugar coberto e com infraestrutura. Evidentemente, o negócio deve ser legalizado e não ter ligação com furto, pirataria ou contrabando.

 

FESTA DO VINHO

Nesta sexta, sábado e domingo será realizada a Festa do Vinho no Bairro de Santana. Lucila Vitti disse que vai ser um sucesso, com muito vinho e comida típica dos tiroleses. Esta comunidade mantem uma tradição que vem desde o final do século XIX. Quem for, não vai se arrepender e será brindado com a simpatia dos tiroleses de Santana.

 

SENHOR,

Que eu ganhe a Mega-Sena acumulada em R$ 50 milhões nesta quarta-feira. Prometo que a coluna Fala Sério! será editada, diariamente, incluindo domingos e feriados. Também prometo que vou pagar uma grana alta para que a Cricrismália Ébola faça isso todos os dias, já que ninguém é de ferro. Mandarei notícias de Paris, Roma, Londres, Istambul e Dubai. E verei, de longe, os benefícios da terceirização. Viva a democracia brasileira!

FALA SÉRIO, CRICRISMÁLIA

A Cricrismália resolveu escrever toda semana uma nota nesta coluna. Não tive como negar. Ela tem um humor apurado e apimentado. Diga lá, Cricrismália. Qual noticia você viu esta semana que te deixou inspirada?

No último domingo, vi uma reportagem no Fantástico que denunciava a corrupção em vários municípios brasileiros, incluindo um padre fantasma e um morto que assinava notas. Os gatunos não estão perdoando nem a fé ou o Além. Se a moda pegar, o que vai ter de espírito de porco reivindicando participação nos lucros…

1 comentário

  1. Antonio Carlos em 12/06/2015 às 11:04

    “Na lista das 20 melhores cidades do estado de São Paulo para se viver, de acordo com o melhor desempenho no Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), Piracicaba não aparece. O que não é de se estranhar, pois nos últimos anos a cidade investiu mais em pontes do que em serviços da área social”. Uma das primeiras medidas da administração anterior foi abrir a Praça José Bonifácio para carros. Adiantou alguma coisa? Depois correu boato que a ponta do shopping estava a perigo. Rapidinho fez outra. Adiantou? Dizem que se não tivessem sido feitas tantas pontes e ‘melhorias viárias’ seria o caos. Pior que o que está? Morre gente quase todo o dia nessa cidade por causa do trânsito violento e irresponsável. Conheço cidades com tráfego intenso, mas não há sinaleiro. Vale a camaradagem e o bom senso do motoristas; e a coisa funciona. Se o prefeito anterior e sua competente equipe tivessem investido maciçamente em transporte coletivo, então sim não teríamos caos. Mas pobre não dá visibilidade, não banca campanha e nem é notícia. A administração anterior fez nada pelo coletivo. Até fez: lascou um aumento na passagem de ônibus no apagar das luzes de sua gestão, justamente para não arcar com o ônus político. No social então foi um desastre. Cidade para ela é concreto e asfalto. Por isso está aí o resultado. Cidade bombada, mas sem identidade, sem calor e sem segurança. Dinheiro não é tudo, aliás, o crime vai para onde está o dinheiro, ainda mais quando ganho na base da concorrência, da ganância e da injustiça.

Deixe um comentário