Projeto Picadeiro traz espetáculo “Sonhei em ser palhaço” no Sesc Piracicaba

Sonhei em ser palhaço_Crédito Cristiane LimaMalabares, acrobacias, monociclo e mágica são algumas das habilidades de um palhaço. No espetáculo “Sonhei em ser palhaço”, que será apresentado em 29 de abril, às 20h, na Comedoria do Sesc Piracicaba, o garoto Caio, o malabarista, que sempre sonhou em ser um palhaço mas nunca conheceu ninguém que pudesse ensinar os segredos de uma boa palhaçada, até encontrar Tuingo.

Apresentado pela Cia BuBiÔ FicÔ LÔ!, as risadas começam quando Caio propõe ensinar malabares ao Tuingo e em troca aprender a ser palhaço. Tuingo aceita e, depois disso, busca explicar algumas acrobacias, como andar de monociclo (coisa que nem ele sabe fazer direito!), realizar mágicas e cantar músicas de palhaços. Nessa divertida confusão Caio se esforça para aprender tudo. Tudo isso é feito, claro, com a ajuda da plateia. “Sonhei em ser palhaço” é um espetáculo para toda família rir, participar e conhecer alguns significados do famoso nariz vermelho.

Estreado em 2007 em escolas infantis em São Paulo, o espetáculo começou a tomar novas formas e teve um considerável crescimento, o que deu à Cia. a possibilidade de ganhar alguns editais e participação em Mostras e Festivais de Circo e Teatro pelo sudeste do país, desde 2008, bem como unidades do Sesc de todo o estado de São Paulo.

Sonhei em ser palhaço integra o projeto Picadeiro que traz apresentações de artistas e companhias nacionais e estrangeiras, oferecendo uma programação que explora as diversas tendências e escolas da arte circense, como o tradicional circo de variedades, o circo experimental, a palhaçaria e o circo/teatro.

Sobre a Cia BuBiÔ, FicÔ LÔ!
Foi fundada em Julho de 2006 com a peça “Uma Brincadeira Misturada” que já sinalizava sua vocação em unir o teatro, música e o circo propondo dramaturgia circense e o estudo do palhaço, também como personagem.
Desde então, a Cia desenvolve trabalhos que são resultados de pesquisa focada na linguagem do palhaço – senhor de um discurso ligeiro, habilidoso e repleto de musicalidade – enquanto recurso cênico de comunicação cômica. “Experenciar” o que se estuda em cursos e oficinas de comicidade também é uma das ações, realizando sempre a tradução da linguagem clássica do palhaço para uma perspectiva mais contemporânea e suas diversas habilidades.
SERVIÇO
CIRCO
PICADEIRO
Sonhei em ser palhaço com Cia BuBiÔ FicÔ LÔ!
Dia 29, quarta, 20h.
Comedoria. Grátis. Livre para todos os públicos.

Deixe um comentário