Semac divulga selecionados para o Prata da Casa

A diversidade de estilos é a palavra-chave para a edição 2015 do Prata da Casa, projeto realizado pela Prefeitura de Piracicaba, por meio da Semac (Secretaria Municipal da Ação Cultural), com o objetivo de valorizar os novos talentos locais. Esta semana, um júri escolheu as oito bandas que terão a oportunidade de se apresentar em um grande palco, o do Teatro do Engenho, no segundo semestre.

Foram selecionados os grupos Água de Vintém, Além do Som, Canaiera, Cantoá, MPBlues, Orquestra de Cordas Contemporânea, Rock Session e Uma Dose de Música. Eles representam os estilos choro, pop rock, reggae, música regional, blues, música erudita, rock and roll e heavy metal.

O Prata da Casa é uma oportunidade de os artistas da cidade mostrarem o seu talento no palco do Teatro do Engenho, com toda infraestrutura para um grande show”, afirma a secretária da Ação Cultural, Rosângela Camolese.

João Guilherme Perticarrari, guitarrista da banda Canaiera, ficou muito feliz com a seleção. “Para a gente é uma grande oportunidade. Tocamos também na Virada Cultural e sabemos que o Prata da Casa é um item a mais no currículo da banda”, disse. A Canaiera tem influências no hip hop, na música eletrônica, no rock, no pop e no reggae e é formada ainda por Caue Valverde, Bruno Vello e Felipe Trez.

Lara Pedrozo, vocalista da banda MPBlues, que faz releituras de músicas brasileiras no ritmo do blues, a seleção é muito importante. “O Prata da Casa dá visibilidade aos artistas da cidade e é uma oportunidade de poder contar com todos os aparatos de um grande teatro. Esse material será muito importante para o futuro da banda”, comemora Lara, que está à frente do MPBlues desde o seu início, quando ainda era um duo.

ESCOLHA – As inscrições para o Prata da Casa foram realizadas de 11/05 a 20/05, no Teatro do Engenho, por meio da apresentação de portfólio, contendo release da banda ou artista, CDs, DVDs, fotos, cartazes, programas, links e outros materiais ilustrativos que demonstrassem a atuação na área.

Os critérios de seleção foram prioridade para trabalhos autorais, ser de Piracicaba e apresentar material que demonstre continuidade possível em sua trajetória. Também foi dada prioridade para aqueles que não foram selecionados para o Palco 2 da Virada Cultural Paulista em 2015.

Deixe um comentário