Dedini, além do açúcar

Com suas atividades na área sucro-alcooleira descritas em teses e estudos, o Grupo Dedini teve, entretanto, atividade menos conhecida pela comunidade na década de 60, através da Metalúrgica Dedini.

Registros de 1969 indicam que as Indústrias Dedini venceram a concorrência para fornecimento de ferragens para construção da Ponte Rio-Niterói, uma das obras mais caras e comentadas de toda a engenharia nacional. O contrato previa o fornecimento mensal de 4 mil toneladas de ferro CA-24 e CA-50, num total de 90 a 100 mil toneladas.

Da mesma maneira, a Metalúrgica Dedini foi fornecedora de ferro para a construção da Usina de Ilha Solteira, enviando, através das Centrais Elétricas de São Paulo, cerca de mil toneladas de ferro ao mês.

Ao final de 1969, nada menos do que 400 vagões da Estrada de Ferro Sorocabana foram utilizados, de uma única vez, para transporte de Piracicaba ao Porto de Santos de 11 mil toneladas de ferro com destino a Argélia, África do Norte e Ilhas Canárias, principais países consumidores da produção piracicabana.

Deixe um comentário