Primeiro pastor batista foi professor dos filhos de Prudente

Já bastante divulgado tem sido o início do trabalho metodista na região de Piracicaba e Santa Bárbara D’Oeste, sendo a primeira escola daquele denominação religiosa o Colégio Piracicabano, fundado em 1881, por Martha Watts, em Piracicaba. O que muitos ainda ignoram é que também a primeira Igreja Batista no Brasil estabeleceu-se em Santa Bárbara D’Oeste, em 1879. Tendo como pastor E.H. Quillim, a missão batista registra que, em 1881, a igreja contava 32 membros.

Descendente de irlandeses, Quillim nasceu em 1822, no Tennessee, e foi consagrado pastor em 1858, depois de ter atuado como professor. Foi missionário entre soldados da Guerra da Secessão, antes de vir ao Brasil. Em relato feito a Betty Antunes de Oliveira, no livro “Centelha em restolho seco”, uma das netas do Rev. Quillin, assim o descreveu:

“Meu avô era aleijado de nascença, um homem de grande preparação intelectual e rara inteligência. Foi professor num colégio em Santos, depois em Piracicaba, onde lecionou para os filhos e genros de Prudente de Moraes. Foi, depois, pastor batista por quatro anos, quando também lecionou a alunos de ambos os sexos… Por dificuldades financeiras, meu avô foi tentar a vida em Itatiba, deixando a família em Santa Bárbara, onde minha avó lecionava inglês e francês”.

Deixe um comentário