Bancários atingem meta de fechar os cinco principais bancos

Reunião Greve Dia 1 (68)

Com uma adesão de 95% dos bancários das principais agências dos cinco maiores bancos de Piracicaba, a diretoria do SINDBAN (Sindicato dos Bancários de Piracicaba e Região) avaliou como vitorioso o primeiro dia de greve. A proposta do Sindicato era parar 302 bancários das principais agências dos cinco maiores bancos e 95% deles não entraram para trabalhar e aderiram a greve.

“A vitória de hoje foi extraordinária. Nos últimos dez anos não tínhamos visto uma paralisação como essa. Fechar o Bradesco era uma proposta antiga e o índice alcançado hoje é extremamente alto se comparado aos anos anteriores. Paramos as cinco agências do Centro e a ideia agora é ampliar a meta para o segundo dia de greve”, afirmou o presidente do SINDBAN, José Antonio Fernandes Paiva.

Paiva acrescentou que esta é uma greve com características diferenciadas, pois não foi induzida, mas assumida pelos bancários. “Os bancários foram construindo a cada momento a ampliação do movimento e o fato positivo é que a greve se expandiu espontaneamente para outros bancos e agências de Piracicaba, Santa Bárbara do Oeste, Rio das Pedras, Capivari, São Pedro, Tietê, Cerquilho e Conchas”, salientou.

No final da tarde, a diretoria se reuniu para avaliar o primeiro dia de greve e traçar as estratégias e metas para esta sexta-feira. “Alteramos o conceito de avaliação da greve, trabalhando não mais com as agências que estão atendendo os clientes, mas sim com aqueles bancários que não compareceram para trabalhar, aderindo à proposta de greve. Amanhã seguiremos com o mesmo processo de paralisação. O movimento vai continuar forte e acreditamos que podemos chegar a uma avaliação ainda mais positiva da greve”, finalizou Paiva.

Texto: Michelle Bottin/Fotos: Elison Godoi Ferreira

Deixe um comentário