Câmara aprova projeto que prevê a castração de animais abandonados

cao e gatoA Prefeitura poderá, a partir de agora, estabelecer convênios com clínicas veterinárias, organizações não-governamentais e associações locais para fazer a castração de animais abandonados no município. A autorização foi dada pela Câmara, de acordo com aprovação do projeto de lei complementar 1/2013, de autoria do vereador Laércio Trevisan Júnior .

A medida permite ao município adotar o chamado “plano de castração”, visando ao controle populacional de animais abandonados. Embora tal plano ainda careça de regulamentação, que será feita por decreto do Executivo, já está definido que o procedimento poderá ser feito pela Secretaria Municipal de Saúde ou por entidades conveniadas com a Prefeitura.

Trevisan ressalta que a castração de animais abandonados “evita a procriação, através de técnicas modernas que propiciam corte mínimo, com recuperação rápida”. “O plano de castração de animais abandonados fará um trabalho bairro a bairro, procurando atingir um índice de 80 por cento dos bairros, o que reduziria futuramente em 90 por cento o número de animais abandonados no município”, estima o vereador..

“Por outro lado, com o plano de castração, haverá considerável redução de gastos com milhares de cães e gatos, tanto para os órgãos públicos quanto para as ONGs protetoras de animais. Haverá, acima de tudo, uma melhora da saúde pública e do próprio animal, muitas vezes abandonado, fruto da crueldade de seres humanos sem coração e ética”, conclui Trevisan.

Deixe um comentário