Greve dos bancários chega ao fim

1276678_663511763681919_935695214_o-001

Foto: Michelle Botin/Sindicato dos Bancários de Piracicaba

Em assembleia realizada no final da tarde de sexta-feira (11), bancários de Piracicaba e de mais oito cidades da região aprovaram proposta apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e encerraram a greve iniciada há 23 dias. As agências dos bancos privados e estatais voltam a funcionar na manhã de segunda-feira (14).

A categoria terá 8% de reajuste nos vencimentos mensais, 8,5% de acréscimo no piso salarial e 10% de aumento na parcela fixa da Participação nos Lucros e Resultados (PLR), entre outros benefícios. Ficou acertado ainda que os bancários vão repor uma hora de trabalho por dia (entre segunda e sexta-feira) até 15 de dezembro. O sindicato dos trabalhadores informou que esse período trabalhado a mais será apenas para serviços internos.

Os bancários pediam reajuste salarial de 11,93% e melhorias nas condições de trabalho, como fim de metas abusivas e assédio moral. O sindicato queria ainda o fim das demissões e o aumento nas contratações, além do fim da terceirização. Outra reivindicação da classe era o apoio com educação e alimentação, além de cota de 20% para contratações de negros.

A base territorial do sindicato abrange 22 municípios paulistas: Águas de São Pedro, Anhembi, Bofete, Capivari, Cerquilho, Charqueada, Conchas, Jumirim, Laranjal Paulista, Maristela, Mombuca, Pardinho, Pereiras, Piracicaba, Porangaba, Rafard, Rio das Pedras, Saltinho, Santa Bárbara d’Oeste, Santa Maria da Serra, São Pedro e Tietê.

Deixe um comentário