Nova manifestação termina em vandalismo

Uma nova manifestação contra o reajuste da tarifa de ônibus e outros motivos que mostram a insatisfação da população em relação aos políticos foi realizada na noite de terça-feira (25).

Por volta das 21h, quando a passeata chegou ao Terminal Central de Integração (TCI), a Tropa de Choque da Polícia Militar (PM) atirou bombas de gás lacrimogêneo e de efeito moral para dispersar as pessoas. Não há informações de que os participantes do protesto tenham provocado os militares. No entanto, a reportagem do G1 apurou que a PM decidiu lançar as bombas para evitar que a situação fugisse do controle, uma vez que os policiais identificaram manifestantes portando pedras que poderiam ser usadas em um eventual confronto.

Logo após o lançamento das primeiras bombas,as pessoas correram para se esconder, principalmente pela Avenida Armando de Salles Oliveira. Viaturas da corporação também foram usadas para dispersar os manifestantes. Apesar do bloqueio policial, foram registrados atos de vandalismo em diferentes pontos da região central do município.

Lixeiras foram destruídas e portas de estabelecimentos comerciais chutadas. O Teatro Municipal Dr. Losso Netto teve sete vidraças da entrada principal quebradas. O helicóptero Águia da PM sobrevoou o Centro durante a dispersão dos manifestantes.

Uma agência do banco Bradesco teve o vidro quebrado e um caminhão frigorífico foi saqueado. A passeata continuou pela Avenida Limeira, onde houve um ato em frente ao Shopping Piracicaba que paralisou o trânsito no local por alguns minutos. Um ônibus e uma viatura da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Semuttran) foram apedrejados. De lá, os manifestantes seguiram pela Avenida Torquato da Silva Leitão, onde o muro do Lar dos Velhinhos foi pichado. De volta à Avenida Armando de Salles Oliveira, duas concessionárias de compra e venda de veículos tiveram as fachadas danificadas pela ação de vândalos.

1 comentário

  1. lahoz em 26/06/2013 às 20:37

    Pelo relato, a PM deve baixar o porrete, sem dó. Com patriotismo e sensação do dever cumprido.

Deixe um comentário