Preço do bacalhau varia 114% entre mercados

Como acontece todos os anos, o varejo oferece produtos típicos para comemorar a Páscoa. Em Piracicaba, é possível observar uma grande variedade de preços entre os principais pontos de venda. A Empresa Júnior de Economia e Administração (EJEA), responsável pelo Índice de Cesta Básica ICB – ESALQ/FEALQ, pesquisou os preços dos ovos de chocolate, colombas e peixes de diferentes marcas e tamanhos que são típicos desta época do ano.

A colomba pascal (500g) apresentou preço médio de R$ 13,69, representando uma queda de 7,62% em relação ao ano passado. O produto da marca líder de mercado sofreu alteração em seu tamanho, passando de 500g para 750g, sendo que seu preço médio foi de R$ 22,91, enquanto as outras marcas permaneceram com o mesmo peso. O preço médio da segunda marca líder de mercado foi de R$14,47 enquanto o da marca mais barata foi de R$ 12,79, representando uma diferença de 13,14% entre as marcas. No produto mais barato, a diferença de preços entre os mercados foi de 4,62%, sendo encontrado por R$ 12,99 no supermercado mais barato e por R$ 13,59 no mais caro. No segundo produto líder de mercado, essa diferença foi maior, de 38,86%, podendo ser comprado por R$ 13,31 no supermercado mais barato e por R$ 18,49 no mais caro. O consumidor deve pesquisar e escolher a opção que mais lhe agrade.

No caso da colomba pascal de chocolate (500g) o preço médio passou de R$ 14,35 no ano passado para R$ 14,64 neste ano. Na marca líder, assim como na colomba de frutas, o peso do produto passou de 500g para 750g, sendo que o preço médio variou entre R$ 21,70 e R$ 26,99, o que representa uma variação de 24,41% e uma diferença de R$ 5,30 no bolso do consumidor. As outras marcas mantiveram o peso em 500 gramas. A variação de preço entre o supermercado mais caro e o mais barato foi de 39,41%, na média e o produto podia ser encontrado com o valor entre R$ 13,30 e R$ 18,54. Por isso, vale a pena o consumidor pesquisar os preços antes de adquirir o produto.

Entre os peixes pesquisados o que apresentou maior variação no ano foi o Bacalhau. Comparado ao ano anterior, o preço médio deste produto teve um aumento de 54%, passando de R$ 26,40 para R$ 40,75/kg. Além disso os preços das espécies de Bacalhau mais baratas variam significativamente entre os mercados pesquisados. O menor preço encontrado foi de R$ 28,95/kg, enquanto o maior atingiu R$ 62,04/kg. A variação entre os dois extremos é de 114,33%. No caso do famoso Bacalhau do Porto o aumento em relação a 2015 foi de R$ 19,32/kg atingindo a média de R$ 58,03/kg, em 2016. O preço médio da sardinha alcançou R$ 8,09/kg em 2016. Isto representa um acréscimo de R$ 0,45/kg em relação à 2015 que representa uma variação de 5,89%. Da mesma forma que os outros produtos, é interessante mencionar a existência de uma diferença significativa de preços entre os mercados, atingindo 140,08% (R$ 6,99/kg) entre os extremos. Esta diferença subiu significativamente em relação ao ano anterior quando ela tinha sido de 81,02% (R$ 4,28/kg). No caso do filé de merluza, o aumento no preço médio foi de 10%, passando de R$ 19,02 para R$ 21,00/kg. Este produto também apresenta grande variação de preço entre os mercados pesquisados, atingindo 130,82% e uma diferença de R$ 16,30/kg entre o ponto de venda mais caro e o mais barato. Portanto, o consumidor que pesquisar poderá economizar consideravelmente.

Deixe um comentário