Prefeitura licita 1° etapa para corredores do transporte coletivo

A Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes iniciou na última semana, o processo licitatório para implantação do primeiro trecho de corredores preferenciais para o transporte coletivo. O projeto foi apresentado em novembro de 2014, pelo prefeito Gabriel Ferrato e pelo secretario de Trânsito e Transportes, Jorge Akira.

Os projetos de melhoria da infraestrutura do transporte público de Piracicaba e edital de licitação consistem na requalificação de corredores estratégicos para diminuir o tempo de viagem e proporcionar mais conforto e segurança aos usuários do sistema.

O prefeito Gabriel Ferrato explicou que requalificar as vias para proporcionar maior conforto e rapidez aos usuários do transporte público é o objetivo principal deste importante investimento.

De acordo com o secretario Jorge Akira este financiamento obtido pela Prefeitura é o maior investimento já proposto para melhoria do transporte público em uma única vez e deverá melhorar muito o serviço de transporte podendo atrair novos usuários.

Estes investimentos serão custeados pelo financiamento obtido pela Prefeitura Municipal junto ao Programa “Mobilidade Médias Cidades”, da Caixa Econômica Federal, com valor de R$ 52.687.000,00 reais, sendo R$ 2.773.000,00 reais através de contrapartida do município totalizando R$ 55. 460.000,00 reais.

Nesta primeira etapa estão incluídas a Av. Armando de Salles Oliveira (da Rua XV de Novembro até a ponte do Mirante), Av. Rui Barbosa, Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira, Av. Dona Francisca e Av. Barão de Serra Negra (entre Dona Francisca e Ponte do Mirante).

Haverá melhorias em 9 km de via com recapeamento em trechos onde o pavimento estiver em condições ruins, continuação de alça no viaduto da Rua do Rosário sentido Avenida Armando de Salles Oliveira, eliminação de 3° estágio em semáforos, alteração de sentidos em algumas vias que cruzam as avenidas destinadas aos corredores,instalação de piso em concreto nos pontos de parada, construção de calçada acessível nos principais pontos de parada, implantação de novas faixas de pedestres, próxima aos pontos de parada, sinalizaçãohorizontal, vertical e semafórica.

Esta etapa tem o custo estimado em 10,8 milhões de reais. Após contratação da empresa vencedora, a mesma deverá entregar todas as obras no prazo de 12 meses.

Deixe um comentário