Unidades de saúde promovem campanha sobre hanseníase

hanseniaseAs unidades de saúde da rede pública de Piracicaba promovem até o fim do mês a campanha sobre o Dia Mundial de Combate e Prevenção à Hanseníase, celebrado anualmente no último domingo de janeiro. De acordo com a enfermeira Ermelinda Esteves, interlocutora das ações de combate à doença no município, todas as unidades da Atenção Básica participam da campanha, que consiste em alertar a população sobre a importância de procurar um serviço de saúde.

“No município, todas as unidades de saúde estão capacitadas para o atendimento na suspeita da doença. A população pode procurar a unidade de saúde mais próxima de sua casa para receber as informações e tirar duvidas com relação à hanseníase. Além disso, faremos a busca ativa de novos casos por demanda espontânea e durante as visitas dos agentes de saúde”, afirma Ermelinda.

Em 2015, 93,33% dos novos casos diagnosticados em Piracicaba foram na forma mais grave da doença (multibacilar). “A forma multibacilar esta relacionada com a maior ocorrência de lesões que podem levar à incapacidade e deformidade física”, alerta Ermelinda, que confirmou 15 novos casos da doença diagnosticados no ano passado no município.

A campanha reforça a importância do diagnóstico na fase inicial da doença, do tratamento oportuno e cura, visando eliminar fontes de infecção, além de reduzir ou minimizar os sofrimentos causados pelas incapacidades físicas resultantes do diagnóstico tardio. “A hanseníase tem cura. O tratamento é gratuito e um direito de todos. Nossos profissionais foram capacitados em relação à hanseníase para atender a população na suspeita da doença.”, afirma Ermelinda.

DOENÇA
A hanseníase é uma doença transmissível que acomete principalmente a pele e os nervos periféricos. Pode atingir rosto, olhos, orelhas, nariz, braços, mãos, pernas e pés. Ela é transmitida por meio das vias aéreas superiores (tosse, espirro) e a transmissão ocorre por meio de uma pessoa doente e sem tratamento.

O diagnóstico clínico da doença constitui-se em colher informações da história clínica, avaliação dermatológica fazendo a identificação de lesões de pele com alteração de sensibilidade e avaliação neurológica com identificação de neurites, incapacidades e deformidades em mãos e pés.

Deixe um comentário