“Capitoso olor das flores…”

O “Club Piracicabano” era, ao final do Século XIX, o lugar de encontro do que havia de mais refinado na sociedade piracicabana. ( Trata-se do clube “Cel.Barbosa”) A “Gazeta de Piracicaba” — edição de 31/12/1893– descreve, com o lirismo da época, o que era a sociedade piracicabana, reunindo-se naquele clube:

“Sob a luz profusa dos candelabros, por entre o capitoso olor das flores da cantoneira, ao som musical de um piano, ao lado de lindos quadros de largas molduras fulgurantes, sob os acordes das filarmônicas dirigidas muitas vezes pelo ilustre e dedicado maestro Giovani Scolari, o piracicabano desenvolveu o gosto pela música. Ali deleitavam-se as donzelas muito bem vestidas e, sob os enfeites dos mais lindos xales importados da França, acompanhadas de seus pretendentes.”

 

 

Deixe um comentário