Ações da Saúde no combate à dengue

A Prefeitura informou que o prefeito Gabriel Ferrato assinou o decreto que regulamenta a realização, pela Secretaria Municipal da Saúde, de campanhas de conscientização da população, imobiliárias e demais estabelecimentos quanto à necessidade de se manter imóveis sempre limpos e livres de compartimentos que possam armazenar água parada, inclusive informando sobre as penalidades existentes para o não cumprimento desses casos. As ações serão feitas pela Vigilância Sanitária e Centro de Controle de Zoonoses (CCZ).

O decreto também regulamenta a Lei Complementar 309/13, que acrescenta dispositivos ao Código de Posturas do Município. De acordo com a redação, os proprietários de imóveis ou seus locatários são obrigados a permitir o ingresso dos agentes sanitários devidamente identificados e permitir a apreensão ou inutilização de materiais que sejam potenciais criadouros do mosquito transmissor da dengue. As imobiliárias também deverão permitir o acesso dos agentes sanitários para a realização de vistoria no imóvel.

Criado em 2007, o Plano Municipal de Combate à Dengue realiza constantes ações de prevenção e conscientização da população quanto aos cuidados para evitar a proliferação do mosquito transmissor. Além disso, no segundo semestre de 2013 as secretarias de Saúde e Governo se reuniram com representantes das imobiliárias da cidade para discutir ações de combate à dengue em imóveis sob responsabilidade das empresas. O principal ponto discutido no encontro foi a a situação de imóveis fechados que estão à venda ou disponíveis para locação no que diz respeito à atuação dos agentes de combate à dengue. O objetivo do Comitê de Combate à Dengue de Piracicaba é ampliar o envolvimento da sociedade no combate e prevenção à doença no município e fazer com que as empresas assumam o compromisso de colaborar com o trabalho dos profissionais da Saúde. A iniciativa tem apoio do Creci-SP (Conselho Regional de Corretores de Imóveis de São Paulo).

Deixe um comentário