SPCD volta a Piracicaba para série de atividades inéditas

spciadedanca

A São Paulo Companhia de Dança, criada há cinco anos e mantida pelo Governo do Estado de São Paulo, com direção artística de Inês Bogéa, retorna a Piracicaba para uma temporada de espetáculos e atividades educativas e de formação de plateia entre os dias 2 e 6 de outubro, no Teatro Municipal Erotides de Campos (Teatro do Engenho), no Sesc Piracicaba e na sala da Cedan (Companhia Estável de Dança de Piracicaba). A temporada é uma corealização da Prefeitura Municipal de Piracicaba e da Semac (Secretaria Municipal da Ação Cultural), com apoio do Sesc Piracicaba e promoção do Jornal de Piracicaba.  Os espetáculos noturnos acontecem nos dias 5 e 6 de outubro, às 21h e às 18h, respectivamente. A entrada é um quilo de alimento não perecível em prol da Semdes (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social).

No dia 6 de outubro, domingo, o espetáculo contará com o recurso de audiodescrição para deficientes visuais. Por meio de mediação linguística por fones de ouvido, a  audiodescrição transforma o visual em verbal, e amplia o entendimento de pessoas com deficiência visual em eventos culturais, gravados ou ao vivo, contribuindo para a inclusão cultural e social. Esta é a terceira apresentação da São Paulo Companhia de Dança promovida com apoio do Programa Estadual de Acessibilidade em Cultura – uma parceria entre as Secretarias de Estado da Cultura e dos Direitos da Pessoa com Deficiência, firmada com o objetivo de viabilizar a implantação de recursos de acessibilidade comunicacional em produtos culturais diversos.

As atividades na cidade começam no dia 2 de outubro, às 19h30, no anfiteatro do Sesc Piracicaba, onde a Companhia faz o pré-lançamento nacional de mais um episódio da série Figuras da Dança, que resgata a memória da dança no Brasil por meio da produção de vídeo-documentários produzidos pela SPCD. Para marcar a ocasião, será exibido o episódio sobre Hugo Travers, emblemática persolidade da dança, que estará presente no Sesc para um bate-papo mediado pela coordenadora de Comunicação, Educativo e Memória da SPCD, Marcela Benvegnu. A inscrição é gratuita e pode ser feita no site da Companhia. O box do Figuras da Dança 2013 será lançado no final do ano e a direção dos vídeos é de Inês Bogéa.

Na sequência, a SPCD apresenta três coreografias de seu repertório no palco do Teatro do Engenho, nos dias 5 e 6 de outubro, às 21h e às 18h, respectivamente. O repertório inclui as obras: Dois a Dois (Grand Pas de Deux de O Quebra-Nozes, de Marius Petipa e Lev Ivanov e Grand Pas de Deux de Dom Quixote, de Petipa), Mamihlapinatapai, de Jomar Mesquita, com colaboração de Rodrigo de Castro; e Peekaboo, de Marco Goecke, criação inédita do coreógrafo alemão que a SPCD estreou em abril, na Alemanha.

“Para nós é um grande privilégio voltarmos a Piracicaba, uma cidade que valoriza a arte da dança e sempre esteve perto da Companhia”, fala Inês Bogéa, diretora artística da São Paulo Companhia de Dança. “Piracicaba poderá assistir a coreografias de grandes nomes da dança, interpretada por bailarinos profissionais. Eles também apresentam espetáculos para estudantes e ministram oficinas para bailarinos gratuitamente. A cidade sempre está de portas abertas para iniciativas como esta”, completa Rosângela Camolese, Secretária Municipal da Ação Cultural.

Para aproximar o público infanto-juvenil do universo da dança, a Companhia fará um Espetáculo Aberto para Estudantes na sexta-feira, 4 de outubro, às 15h, no Teatro do Engenho. Na ocasião, os participantes assistem a trechos de obras que integram o repertório da Companhia, participam de brincadeiras didáticas e interativas mediadas pela diretora da SPCD, e recebem um material impresso produzido especialmente para o projeto pelo Jornal de Piracicaba.

As atividades se encerram no dia 5 com as Oficinas de Dança- Técnica de Balé Clássico e Repertório em Movimento. Na primeira, os alunos entram em contato com a técnica de balé utilizada em uma companhia profissional. A oficina acontece das 10h às 11h30, e será ministrada pela professora Ilara Lopes. Na oficina de Repertório em Movimento, os participantes aprendem trechos de obras dançadas pela Companhia. A aula acontecerá das 11h45 às 13h, e será ministrada pela bailarina e assistente de ensaio, Beatriz Hack. As oficinas acontecerão na sala da Cedan (Companhia Estável de Dança de Piracicaba), no anexo do Teatro Municipal Dr. Losso Netto.

Todas as atividades educativas são gratuitas. Informações pelo email [email protected].

 

 

Deixe um comentário